[Resenha] A Maldição do Cigano, de Stephen King

Posted sexta-feira, 4 de julho de 2014 by Francelle Machado
Billy Halleck é um advogado de sucesso, que tem uma família aparentemente feliz. Graças a falta de atenção, ele atropela uma cigana idosa, vai a julgamento e, graças aos "amigos" do juri, o atropelamento é deixado impune. Quem não gosta nada disso são os parentes da idosa, e o pai da idosa, o cigano Taduz Lemke, resolve punir o advogado com uma maldição: de um dia para o outro, Billy começa a perder peso, e parte da obesidade mórbida diretamente para uma magreza também mortal. Sem o apoio da família, só resta para Billy uma caçada aos ciganos, em busca da libertação da maldição, antes que ele acabe morrendo pela falta de força.





Essa é a sinopse de A Maldição do Cigano, livro escrito por Stephen King com o pseudônimo de Richard Bachman, em 1984. Eu confesso que estava curiosa em relação as obras do Stephen King há um tempão, porque sempre ouvi falar que ele era "o cara" do terror e suspense. Sei que é meio precipitado avaliar por um livro só, ainda mais sendo esse o primeiro livro do Stephen que eu leio...mas enfim, eu achei simplesmente ótima a narrativa da história, e posso dizer que supriu as minhas expectativas - que eram imensas - em relação ao modo de escrever do autor. 
Quando li a sinopse de A Maldição do Cigano pela primeira vez, fiquei com certo medo de ser aquele tipo de terror que a gente fica até enjoada de tanto sangue, torturas e etc que são detalhados até demais. Mas pelo menos nessa história, não há um terror tão chocante e explícito. Acredito que o terror psicológico tenha sido a intenção principal da história. E esta foi cumprida com louvor! haháá
"Mais magro", sussurra o velho cigano de nariz carcomido para William Halleck quando ele e sua esposa Heidi saem do tribunal. Apenas estas duas únicas palavras, carregadas pela doçura enjoativa do hálito dele.

O livro vai direto ao ponto, mas não peca em detalhes; tanto as características do povo cigano quanto o estado físico de Billy Halleck, que vai piorando conforme ele perde peso, entre muitos outros detalhes são descritos de forma completa e rápida, não fazendo com que a gente se perca no ritmo da história. Apesar de a narrativa parecer parada em alguns trechos, esses espaços se tornam necessários para que o leitor absorva o que já foi contado e "se prepare" para as novidades a seguir. No final da leitura, a sensação que fica é de que a história é, sim, bem cheia de reviravoltas.

O tema principal abordado em A Maldição do Cigano é a justiça e a forma não aceita de se fazer essa justiça, a qual foi escolhida pelos ciganos: a maldição, o uso do recurso sobrenatural que age sobre o culpado por um crime. O que eu mais senti no decorrer do livro é que há um egoísmo muito grande de ambos os lados: tanto Billy quanto o cigano Taduz Lemke (responsável pela maldição imposta ao advogado) enxergam apenas o seu próprio lado da história. 
Outro pensamento que ficou martelando na minha cabeça quando terminei de ler foi: até que ponto uma pessoa pode deixar que o ódio lhe suba à cabeça? Pois no decorrer de seu emagrecimento repentino, Halleck começa a sentir um ódio enorme pela esposa, chamada Heidi, pois na opinião dele a esposa o considera um louco e não faz questão de acreditar em sua "doença".
O Billy Halleck do cinema... | Foto por: Cinema 10
Aliás, Billy Halleck desperta sentimentos diversos no leitor. Às vezes, sentimos pena do pai de família que emagrece descontroladamente, e às vezes sentimos que o próprio Billy pediu por essa punição, pela forma irresponsável e injusta com a qual atropelou a cigana idosa e foi absolvido.

Não quero dar spoiler, e olha que se eu não me cuidar acabo contando o livro inteiro aqui, mas posso dizer que é uma história até tranquila de ler (já que estamos falando de terror do Stephen King), em que ficamos com uma angustia enorme até saber se Billy vai conseguir reverter a maldição e nos surpreendemos - e muito - com o final. Posso dizer que, com certeza, A Maldição do Cigano é um daqueles livros que nos mostra o quanto não vale a pena viver de forma incorreta, deixando a maldade tomar conta do nosso coração, pois assim como Billy, podemos acabar perdendo o controle de nossos próprios atos.


O filme
Ahh, quase que eu me esqueço de avisar, mas para quem curtiu a história, é bom saber que também tem um filme de A Maldição do Cigano. O longa foi gravado em 1996, e na minha opinião, só serve mesmo pra mostrar um pouco da história. É como se fosse uma prévia do livro para quem ficou indeciso se lê ou não, porque (como sempre) o livro conta muito mais e muito melhor os detalhes. Às vezes, ele passa na tv por assinatura, mas o DVD/VHS do filme é beeeem difícil de achar...=/

Eu li a versão ePub...quer dizer, a versão PDF baixada grátis na internet, cuja capa é a mesma da sinopse lá do início do post...pronto, falei! haháá
A última edição de A Maldição do Cigano foi lançada pela Suma de Letras em 2012, e agora reduziram o nome só Deus sabe o porquê para A Maldição. No Submarino você encontra essa edição mais nova por 27 reais
Mas se quiser investir money na versão pocket do livro (essa da foto ao lado), corre lá no site da Livraria Saraiva porque eles ainda têm uma versão de bolso por 22 reais!


14 comentários :

  1. Camille

    versao "ePub" eh otimo"! hahahahaha
    eu nunca li esse livro... nao sou chegada em stephen king... dps daquele "o apanhador de sonhos" que eu odiei nunca mais! hehehe
    bjs

    Sachê e Bombom

  1. Bruna Morgan

    aeeeeeeee, estava sumida, moça! como andam os projetos?
    gostei bastante da resenha, lembrei que queria mesmo ler esse livro, mas tinha esquecido até de comprar ):

  1. Tainara Rezende

    Eu até leria, mas não teria coragem de ver o filme, sei lá... ficaria com medo.
    Ahh flor, já estou seguindo ein!
    Bjokaas

    http://domeujeito100.blogspot.com.br/

  1. MahPessoa

    Nunca li esse livro e confesso que não sabia da existência dele.
    Como você mesma disse na resenha, o livro tem uma leitura tranquila, mesmo sendo de terror. Então deve ser legal! :)

    Realmente estou muito feliz com sua volta aos blogs! Tu fazia falta aqui, Fran!
    bjsss
    blogtrashrock.blogspot.com

  1. Suzana

    Nunca li esse livro, pela capa e titulo eu não leria haha Mas pelo que vi a sua resenha parece uma boa leitura e me deu até curiosidade ...

  1. Thami

    Achei interessante. Pelo que eu me lembre, não li nenhuma obra dele, mas é familiar pra mim esse título. Nunca li nenhum livro de terror, só de suspense e me cagava de medo quando lia, porque eu tenho mania de ler o livro a noite/madrugada e ai quando começam essas partes que dão medo, eu fecho o livro e tento dormir, haha! Enfim, esse livro parece ser bom, quando li a sinopse pensei que fosse muito detalhado e tal, mas depois você falou ali que o livro vai direto ao ponto e não entra em muuuuitos detalhes, gostei. Agora só preciso de coragem pra pegar pra ler :x hahaha!

    Bitocas!
    www.likeparadise.com.br

  1. Rafa Oliveira

    Oi,
    Fiquei bastante interessada em ler esse livro!
    Já vai para a minha listinha!

    Páginas em Preto

    Beijos

  1. Fernanda Rodrigues

    Essa resenha me deixou curiosa pelo livro. Ainda não tive a chance de ler o King. Acho que vou começar pela sua sugestão! ;)

    Um beijo,

    http://www.algumasobservacoes.com/
    http://teoriapraticaeaprendizado.blogspot.com.br/
    http://nossocdl.blogspot.com/

  1. marcelia

    Nossa o livro acima é de arrepiar, ele mata uma cigana idosa e é libertado e a família da cigana não se conforma e amaldiçoa o homem que de gordo, passou para magro, gostei do livro e obrigada por post lindo flor, olha tem vídeo "SEU BLOG NO MEU VÍDEO" onde divulguei 11 blogueiras e pretendo mais para frente fazer de novo, e tem SORTEIO de um TABLET e make francês, depois desse sorteio vou fazer SORTEIO de uma FILMADORA, meu blog é magrafelizpensa.blogspot.com

  1. Dayane Nascimento

    O livro parece ser ótimo e o filme também, mas sempre os livros são melhores que os filmes. <3

    Beijinhos
    www.conversandocomalua.com

  1. Carol Ferraz

    Que resenha legal! Já li dois livros dele, A Casa Negra, que não gostei tanto, e O Iluminado, que amei de paixão. Ainda não tenho uma opinião formada sobre ele, mas se quiser ler mais indico o O Iluminado!
    Não sei se iria gostar do livro, mas confesso que deu uma pequena curiosidade... hehe

    Beijoos, Carol do Aquela Princesa *-*

  1. Jessica Zuza

    Eu gosto muito dele, como escritor, das coisas que ele fala sobre escrever, comprei um livro dele com essa mesma expectativa, apesar de ainda não ter lido. Gosto muito de suas adaptações também.

  1. Natália Alves

    Oie,
    Adorei sua resenha! Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro do Stephen King, mas como você disse, sempre escuto as pessoas dizendo que ele é "o cara". Fiquei com muita vontade de ler o livro, adoro essas narrativas que mexem com o psicológico.

    Beijos.
    www.arte-em-prosa.blogspot.com.br

  1. Fernanda Rodrigues

    Nunca li nada dele, pq não é o meu gênero preferido, mas reconheço o talento literário que ele tem. Sou doida para ler o livro em que ele compartilha os ensinamentos de escritor. Já leu?

    Beijos,

    www.algumasobservacoes.com

Postar um comentário